Uma semana de golfinhos em Lisboa

A semana passada teve uma quantidade sem precedentes de golfinhos avistados no rio Tejo. Um total de 5 avistamentos foram gravados em vídeo e compartilhados nas redes sociais, 4 deles foram em dias consecutivos.

Avistamento no Parque das Nações

Todos os avistamentos foram de pequenos grupos de golfinhos comuns, suportando os estudos anteriores que indicaram que os golfinhos comuns são as espécies mais avistadas no Tejo. Isso contrasta com todos os outros rios, que têm principalmente avistamentos de golfinhos roazes. Isso pode estar relacionado às preferências de profundidade dessas espécies, os golfinhos comuns preferem profundidades de pelo menos 20m, enquanto os golfinhos roazes estão perfeitamente confortáveis ​​em águas de 2m de profundidade. A maioria dos rios não tem profundidade superior a 10m, tornando-os inadequados para a visita de golfinhos comuns. No entanto, a impressionante profundidade do rio Tejo, que podem alcançar 60m, proporciona profundidade suficiente para os golfinhos comuns visitarem enquanto caçam cardumes de peixes.

Apenas 2 dos avistamentos estavam na área habitual, onde os encontramos em nossos passeios de observação de golfinhos, perto da foz do rio.

Dois outros estavam mais próximos da ponte de 25 de abril, um a jusante e o outro a montante da ponte.

No domingo o último avistamento foi o mais a montante já dentro do estuário, muito perto da costa do Parque das Nações, a 25 km do Mar. Impressionante de fato, mas longe de ser recorde, em 2010 esta espécie foi fotografada 48 km rio acima em Vila Franca de Xira!!

As razões pelas quais foram registados tantos avistamentos condensados ​​em uma semana permanecem desconhecidas. Provavelmente, vários fatores contribuíram para ele, como cardumes regulares de peixes a entrarem no rio provavelmente para desova, já que a alimentação era a principal atividade observada nos vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *